La fabrica de historias

“Porque a Literatura de imaginação,  ainda que tenha o poder de pôr fim à inocência,  não é uma lição, mas uma tentativa de reexaminar o óbvio.  A grande narrativa é,  em essência, subversiva, não pedagógica.” Jerome Bruner – [A fábrica de histórias]

284

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s